Algo muito comum na Espanha é entrar em um bar, restaurante ou loja e encontrar alguns presuntos pendurados no teto ou em alguma prateleira ou bar. Tão espanhol é o presunto como o costume de pendurá-lo, mas você sabe por que isso é feito e de onde vem essa tradição?

Razões para pendurar o presunto

Você pode pensar que pendurar o presunto serve uma razão estética que caracteriza o povo espanhol e esta tradição é própria deles, mas a verdade é que ela tem uma função muito importante de secagem.

Penduramos os presuntos porque é a melhor maneira de conservá-los: por um lado, ao mesmo tempo que seca e madura, permite que a gordura caia até a prega, aquele pequeno chapéu de plástico que é colocado sob a ponta do pernil, com a finalidade de coletar essa gordura. E, por outro, consegue-se que sejam bem aerados e a secagem seja perfeita.

O motivo histórico

Além de esta razão que temos explicado, a história também nos diz que esta tradição remonta aos séculos XIV e XV, quando começou a expulsão de judeus e muçulmanos na península.

Aqueles que permaneceram, fazendo o resto acreditar que abandonaram sua religião e se tornaram cristãos, tiveram que descobrir como evitar que seus vizinhos não suspeitassem deles. Esta é a razão pela qual os judeus começaram a cozinhar banha em suas casas, para que cheirassem assim.

Ou seja, naquele momento, a única maneira de se livrar da Inquisição foi demonstrar que não era judeu ou muçulmano, por isso uma boa ideia para conseguir isso era pendurar um presunto em casa ou no negócio, em um lugar onde ficasse à vista.